Nossa Equipe

A nossa Web Rádio Amazonas foi fundada por Patrício Tavares, com a colaboração de Maria Raquel, Hendrick Gabriel e D. Odete, no início a Rádio não era Católica, mas Deus colocou no coração das pessoas o desejo de anunciá-lo, muita gente passou pela Rádio, mas não teve compromisso. Ainda hoje estamos acomodados no "pequeno mar" onde já não tem mais peixe e não lançamos a rede em "águas profundas" - não utilizamos os meios e veículos de comunicação em massa para atingir as pessoas e promover o bem-estar da sociedade, devemos ir mais longe, além fronteiras e ir onde as pessoas estão, no tempo de Jesus, Jesus foi onde as pessoas estavam, principalmente os mais carentes da mensagem do evangelho, existe um mito o da falsa modéstia/humildade que nos impede de sermos ousados e de levarmos Deus até as pessoas, com poder e de forma extraordinária, como Jesus fez, não utilizamos ainda os dons sobrenaturais e naturais, a tecnologia e a fé carismática, no anúncio do evangelho, isto proporia uma remodelagem da velha evangelização e alcançaríamos mais pessoas, aquele que diz que não está preocupado com quantidade, mas sim com qualidade, com certeza não vê os outros como irmãos de verdade, você já pensou em ver sua mãe, seu irmão, ou um parente seu muito próximo no inferno? - Com certeza preferiria que Deus lhe desse uma chance, mesmo apesar de não ser "dotado de santidade extraordinária", mesmo que seja no purgatório. - Preocupemos em evangelizar, como disse o Apóstolo "oportuna e inoportunamente" - neste mundo que todos trabalham "pela comida que perece" e "ajuntam tesouros onde a ferrugem e a traça consomem" - o evangelho deve ser o diamante, onde "ajuntamos tesouro no Céu" - o mal do século XXI está justamente nisso, as pessoas são boas "camaradas" - "cidadãos cumpridores de seus deveres para com a sociedade" - se dizem, mas não estão comprometidas com os pequeninos, com os pobres, a religião "válvula de escape" do stress, não é nem de longe um compromisso assumido por aqueles que querem a sociedade melhor e que apenas trabalham, comem, se divertem, se relacionam, mas não se preocupam com o bem-estar de ninguém, muito menos dos pobres, e muitos há que são alheios a Deus, não importando em nada com as coisas de Deus - ateus e outros, vândalos dessa sociedade.- para falar a verdade, os pecadores assumidos, são minoria na sociedade que sustenta um certo misticismo, o que prevalece é o "cidadão normal" - que a psicologia cria e que preocupa-se apenas com a sua própria felicidade e não com as dos outros e nem sequer está preocupado com os pobres, mesmo que parentes próximos...

Anunciantes